Espetáculos Interativos

As Aventuras de VocEu
 

“VocEu” é o nome de uma criatura fantástica que surgiu da mistura de você e eu, o personagem não aparece durante o espetáculo, mas vai sendo construído no imaginário das crianças através de imagens, jogos e da contação de história. É um espetáculo  interativo e interArtes, o elenco é composto de bailarinos e uma contadora de história. A trilha sonora é composta especialmente para o espetáculo. A temática do espetáculo é a convivência, a relação eu-outro e seus desafios. Durante todo o espetáculo o público está em estado de jogo, podendo cantar, dançar, brincar e ajudar a criar essa grande aventura.

Ficha Técnica:

Intérpretes-Criadoras: Dayana Crisostomo, Kessia Midory, Peticia Carvalho e Evelin Danzi

Contação de História: Karen Moraes

Direção: Peticia Carvalho

Trilha Sonora: André Moraes

Fotografia: Marcelly Boccia

Intérprete-Apoio: Rogério Marcondes

Duração: 60 Minutos

Classificação: Livre (espetáculo ideal para público infantil e primeira infância: entre 3 e 10 anos)

Capacidade Máxima Ideal: 60 Crianças

Dramaturgia:

“As Aventuras de VocEu” é um espetáculo  interativo e interArtes, o elenco é composto de bailarinos e uma narradora de história. A trilha sonora é composta especialmente para o espetáculo.  A discussão do espetáculo se dá em torno da convivência, a relação eu-outro e seus desafios.

 

“VocEu” é o nome de uma criatura fantástica que surge da mistura de você e eu, o personagem não aparece durante o espetáculo, mas vai sendo construído no imaginário das crianças e outros participantes através de imagens, jogos e da narração de história. Durante todo o espetáculo o público esta em estado de jogo, podendo cantar, dançar, brincar e ajudar a criar esse ser imaginário.

 

A primeira cena foi criada a partir da construção e desconstrução de formas, com partes do corpo das quatro bailarinas-criadoras, coladas uma na outra. Estas construções lembram seres fantásticos, totens e máquinas que se movimentam. Ainda nesta cena buscou-se uma grande exploração de saltos e o uso de frases comuns nas relações e brincadeiras infantis como: “Mamãe, me segura”, “quem quer brincar põe o dedo aqui”, “Eu com todos, eu com ela”, “Como poderei viver, como poderei viver, sem a sua companhia?”. Além disso, ainda compondo a primeira parte do espetáculo, é realizado um jogo interativo de construção e desconstrução de formas, onde o público é convidado a compor uma cena estática de encaixes. Essa construção se desmorona e todos voltam aos seus lugares por meio de rolamentos, o jogo termina com duas bailarinas criando uma forma bidimensional com seus corpos no chão do espaço cênico e outras duas bailarinas contornando a silhueta desses corpos.

 

Após este primeiro momento, a narradora de histórias, Karen Moraes, conta uma história que surge através da imagem criada no chão pelos corpos das duas bailarinas. Esta história também é interativa, e o monstro VocEu vai sendo criado através de respostas fornecidas por uma criança às perguntas feitas pela narradora de histórias. A história é sobre uma criatura que tinha duas cabeças, três braços e três pernas e gostavam muito de brincar juntos. A interação com o público acaba por decidir quais eram as cores dessa criatura, o que ela gostava de comer, como se vestia e do que ela gostava de brincar. A história tem como foco uma briga criada entre as duas cabeças por quererem brincar de coisas diferentes. Esta briga é resolvida quando a mamãe tem a grande ideia de parti-los ao meio e eles refletem sobre tudo o que deixariam de fazer se vivessem separados. O final de história nos aponta para a possibilidade de escolher uma terceira via em uma discussão onde ocorrem dois pensamentos antagônicos ou divergentes. A narração de história é finalizada com uma cantiga popular de roda (“Pezinho”), uma ciranda e posteriormente a brincadeira popular do coco de roda. Ainda nesta segunda parte do espetáculo, um segundo jogo interativo é incitado a partir do diálogo dos pés das bailarinas com os pés do público. Finalmente, na terceira cena, as bailarinas se relacionam através de roupas e tecidos que permitem a entrada de duas ou mais pessoas neles, gerando a necessidade de se movimentar de forma coletiva e criando novas imagens e espaços para se explorar. No jogo final então, as crianças, pais e outros participantes exploram os espaços destes tecidos e finalizam criando um grande trem que vai embora do espaço cênico.

Confira teasers do espetáculo:

Teaser As Aventuras de VocEu

Teaser 2  As aventuras de VocEu

© 2017 by Marcelly Boccia.
Proudly created with
Wix.com